O que é um ativo financeiro?

Os ativos constituem bens ou direitos que uma empresa ou pessoa possui e que podem gerar rendimentos. Um ativo é financeiro quando existe apenas como um direito econômico e seu valor é obtido de um direito contratual.

Um exemplo de ativo financeiro é o dinheiro, pois representa um valor em posse de um agente que pode trocar por outros bens que desejar comprar ou depositar em um banco.

Os ativos financeiros são intangíveis, o que significa que não existem de forma física como um terreno ou uma casa, por exemplo. Eles apenas recebem um valor que vem da oferta e demanda do mercado em que participam ou pelo grau de risco que possuem.

Porém, os rendimentos gerados por ativos financeiros acontecem por meio de ativos reais ou tangíveis. As ações de uma empresa, por exemplo, são ativos financeiros em que o rendimento é gerado pelos lucros da empresa a que este ativo pertence.

Uma outra forma de gerar os rendimentos dos ativos financeiros são por meio dos rendimentos do governo, quando são emitidos títulos públicos.

O que acontece muitas vezes na economia é que, quem possui uma poupança ou um excedente, empresta para outro agente que investe em ativos reais. Este investimento gera rendimentos em que parte são transferidos para quem emprestou.

Exemplos de ativos financeiros

Ações: parte do capital de uma empresa que pode ser adquirido e gerar rendimentos por meio de seus dividendos ou pela sua venda.

Dinheiro: carrega em si um valor de troca. Quando trocado com outros países pode gerar um rendimento através do câmbio, por meio do mercado Forex, por exemplo.

Títulos públicos: são emitidos pelo governo como uma forma de arrecadar capital para investimentos públicos. Seu rendimento vem com os juros que são pagos.

Fundos de investimento: aplicação financeira que junta o dinheiro de diversos participantes e é administrado no mercado de capitais com o objetivo de gerar rendimentos.

Certificado de Depósito Bancário: um CDB é um depósito feito em um banco que retorna juros como rentabilidade.

Classificação dos ativos financeiros

Dentre os ativos financeiros, existe a classificação quanto à remuneração que podem gerar, podendo serem de renda fixa e ou de renda variável.

Ativos de renda fixa

Os ativos financeiros são de renda fixa quando o dinheiro aplicado rende a uma taxa fixa de retorno. Neste caso, as regras de remuneração são definidas no momento da aplicação.

Este investimento pode ser feito nos tipos prefixado ou pós-fixado. No primeiro, a taxa de rendimento é conhecida no momento da aplicação, enquanto no segundo apenas se conhece a taxa variável que vai fazer parte do investimento.

Um ativo financeiro tradicional em renda fixa é a poupança, onde o dinheiro aplicado rende a uma parte da taxa Selic e se pode retirar os rendimentos depois de um tempo.

Exemplos de ativos em renda fixa:

  • CDB - Certificado de Depósito Bancário;
  • LCI e LCA - Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio;
  • LC - Letra de Câmbio;
  • Tesouro Direto;
  • Debêntures;
  • Fundos de renda fixa.

Saiba em mais detalhes o que é um investimento em renda fixa.

Ativos de renda variável

Os ativos financeiros são de renda variável quando na aplicação não se pode prever com certeza se haverá um rendimento ou o quanto poderá ser, diferente dos de renda fixa.

Ao adquirir ações de uma empresa, por exemplo, é possível que o preço caia ou suba no mercado bolsista enquanto elas estiverem em posse do comprador. Além disso, não é possível prever se a empresa irá ter lucros e distribuir em dividendos.

Além das ações, outros exemplos de investimentos em renda variável são os fundos de ações, fundos multimercado, fundos imobiliários e os derivativos.

Conheça melhor o que é um investimento em renda variável.

Características principais dos ativos financeiros

Quando se pretende investir ou aplicar um ativo financeiro, devem ser levados em consideração algumas características que possuem.

De maneira mais particular, os ativos financeiros podem ter diferentes características. Uma delas é a liquidez, que indica a facilidade com que o ativo pode ser convertido em dinheiro.

Alguns ativos financeiros possuem alta liquidez, enquanto em outros a liquidez é mais reduzida. Quando é muito baixa, significa que a retirada do dinheiro aplicado em caso de urgência pode não ser possível.

O período em que deve ficar aplicado é também um outro fator a se considerar. Os prazos de uma aplicação financeira variam entre curto, médio e longo prazo.

No Tesouro Direto, por exemplo, os títulos são negociados com o ano de vencimento e o investidor pode saber quanto tempo deverá deixar o dinheiro aplicado.

O risco é também característico de um ativo financeiro quando aplicado. Normalmente, quanto mais riscos em um ativo financeiro, mais rentabilidade será exigida por quem o possui.

Tell us about you

Find us at the office

Kajioka- Constanza street no. 39, 50889 Kuala Lumpur, Malaysia

Give us a ring

Deunte Staunton
+59 850 269 756
Mon - Fri, 10:00-14:00

Reach out